terça-feira, 5 de junho de 2012

Dia Mundial do Meio Ambiente e Outras Coisas Mais



Por: Juvenal Neres de Sousa - Coordenador Executivo da ASA-MA

Nos últimos tempos esta data não tem mais como passar em branco. É o Dia Internacional do Meio Ambiente. Data comemorada no intuito de acordar a população de nosso planeta para pequenas coisas antes ignoradas, mas que são vitais para a sobrevivência desta e de futuras gerações. Mas também é uma data para reflexões e lembranças.

Falando em lembranças e Meio Ambiente, não poderia deixar de me recordar de uma pessoa intrinsecamente ligada ao tema de nosso título. Hoje em dia ele já anda pelas ruas da cidade, quase despercebido, e quando reconhecido muitos indagam se mudou da cidade.

Essa pessoa que falo chegou a Chapadinha no final do ano de 2006, trazido pela novidade que se instalaria na cidade e de certa forma mudaria os rumos da mesma. Visual estranho para os tradicionais logo causou estranheza, desconfiança de uns e observação atenta de outros.

Pessoa de personalidade forte, opinião bem esclarecida e de atitude, logo foi obtendo espaço político em Chapadinha defendendo os interesses da Universidade Federal do Maranhão, recém-instalada e que buscava seu espaço na educação da região.

Logo nós tornamos colegas de luta por melhores condições para a cidade através de ações educacionais, encontros e debates além de ações realmente com propósitos ambientais. Dentre os professores da Universidade foi o primeiro a abraçar as causas da desertificação e a defesa da entrada do Estado do Maranhão na região do semiárido. Estado nosso banido injustamente da região por atos políticos e estudos direcionados.

Mesmo ligado ao Meio Ambiente e suas causas, nunca deixou a educação de lado, sabendo ele que sem ela a causa estaria vencida. Instalou e coordenou com alguns professores o primeiro cursinho gratuito na cidade que tinha 150 alunos cadastrados dos quais obteve naquele ano um número considerável de aprovações, aproximadamente 62%. Para época seriam números maravilhosos já que a Universidade era uma realidade educacional distante para muitos.

Não contente, realizou estudos para entender porque da dificuldade do alunado da região em adentrar a Universidade e constatando o obvio, o baixo nível de instrução de nossos jovens na época. As escolas municipais e estaduais não estavam preparadas para esta nova realidade.

Vieram as eleições e novamente com visão e senso de educação e conhecimento mediou os primeiros debates com os candidatos a prefeito na época. Um marco democrático elogiado pelos promotores de então, e mostrando para população que política é coisa séria e política públicas não são ainda de conhecimento de muitos de nossos políticos.

Esse jeito sincero e objetivo também lhe trouxeram problemas. Ameaças de morte quando defendia em cima do trator da Universidade as terras que pertenciam a todos e também inimizades políticas além de agressões covardes e infundadas. Como ele mesmo diz “nunca briguei, somente apanhei...”. Mas o reconhecimento também apareceu. Foi indicado para a Secretaria Municipal de Meio Ambiente. Cargo que fez com que abandonasse a dedicação exclusiva à Universidade e se dedicasse ao Município.

Com ideias inovadoras e impactantes, logo vieram as mudanças. Muitos estranharam quando no primeiro aniversário da “Princesa do Baixo Parnaíba”, na nova gestão municipal, em vez de shows e comemorações tradicionais o município, através de todos, plantou, distribuiu mudas de árvores do cerrado e acordou para o Meio Ambiente. Festa única e histórica para essa cidade, pois desde então nunca foram distribuídas tantas mudas de árvores. Mais de 5.000 mudas não só aqui como em várias cidades da região. Também tivemos uma semana de Meio Ambiente naquele ano com palestras, apresentações, mesas redondas e claro uma bela festa de confraternização final que reuniu diversas pessoas e secretarias de meio ambiente de outros municípios.

Por ações e críticas ao próprio governo e sobre hábitos da população, além da insatisfação de muitos vereadores com suas palavras ferrenhas, logo deixou o governo municipal. Descontentamentos estes que pelo menos fizeram com que hoje se tenha uma lei ambiental, o Ipê é arvore símbolo de nossa cidade, ato dos vereadores para o Meio Ambiente. Depois disso mais nada foi feito pelo Meio Ambiente de nosso município. Não é uma crítica aos seus sucessores, somente uma realidade.

Desgostoso com a política mudou de ares e voltou seu foco para a nossa capital, mas nunca deixando de lado nossa querida cidade. Continuou lecionando na Universidade, recebendo críticas como sempre de companheiros e alunos, mas nunca desviando seu foco de buscar para região coisas maiores.

Em São Luís suas capacidades foram logo reconhecidas. Atuou em 75% dos projetos de engenharia do “Programa de Aceleração do Crescimento” aplicado para a melhoria de vida das pessoas que vivem as margens do Rio Anil. Autor de vários projetos de engenharia importantes para o desenvolvimento de nossa capital e do estado.

Na virada de 2009 para 2010 um susto acometeu meu amigo. Um câncer que venceu com naturalidade e seriedade que só ele mesmo para ter. Ficou seis meses afastado da cidade em seu tratamento, voltando já em momento único de democracia: as eleições para diretor na UFMA. Conduziu com destreza o processo eleitoral sendo presidente da mesa. Mas quando acho que ele já fez muito, vem e surpreende a todos com mais feitos e ações que muitos políticos e amadores de política possam imaginar.

Atualmente além de suas aulas na Universidade Federal do Maranhão em Chapadinha, nosso forasteiro projeta mudanças para a economia estadual. Acreditem! Não é brincadeira. Chamado pelo Secretário Estadual de Meio Ambiente pessoalmente, o professor, como era apelidado aos quatro cantos de nossa cidade exerce a função de Supervisor na SEMA-MA. Trabalhando com Pagamentos por serviços ambientais tais como ICMS ecológico e ICMS Verde e outras medidas que quando implantadas irão modificar a gestão pública de vários municípios e do estado no intuito de realmente termos ações em pró do Meio Ambiente.

E tem mais! Com sua cabeleira e barba por fazer será uns dos membros que representarão o Estado no Maranhão no “Maior Evento de Meio Ambiente do Mundo”, a “RIO +20” que será realizado no Rio de Janeiro no mês corrente como também o único a levar o nome de Chapadinha para um evento deste porte. Não só como representante, mas em mesas redondas e debates como também atuou na preparação dos documentos que serão entregues no evento como as famosas “Carta da Amazônia”, “Carta do Cerrado” e Ações de Combate a Desertificação.

Nesse dia de hoje, em prol do Meio Ambiente e iluminando a memória de muitos críticos e políticos de nossa cidade, meus sinceros parabéns ao meu amigo e professor Telmo José Mendes que aniversaria nesta data. E que um dia nossa cidade possa te reconhecer por seus serviços prestados e continue assim, andando despercebido, defendendo seus ideais, o estado que te acolheu e a cidade que chegou para mudar e crescer. Parabéns!!! São meus sinceros votos! 

6 comentários:

Rayane Sena disse...

Só quem conhece essa pessoa iluminada e guerreira, é capaz de entender o quão ele sempre foi preocupado com os problemas da nossa cidade e do mundo. Sou prova viva pois trabalhamos juntos para esse município, ou melhor tentamos trabalhar, já que o descaso e a falta de confiança em sua capacidade de mudar as coisas fez com que várias ações fossem barradas. O que essa ilustre pessoa tentava fazer em melhoria do nossa querida Chapadinha era dada como utopia. Ainda o verei realizando todos os seus anseios pessoais, profissionais e políticos, rsrs...
Tenho um orgulho tremendo de ser orientada e acima de tudo amiga de um professor tão querido.

Parabéns Telmo José Mendes!

Rayane Sena disse...

Só quem conhece essa pessoa iluminada e guerreira, é capaz de entender o quão ele sempre foi preocupado com os problemas da nossa cidade e do mundo. Sou prova viva pois trabalhamos juntos para esse município, ou melhor tentamos trabalhar, já que o descaso e a falta de confiança em sua capacidade de mudar as coisas fez com que várias ações fossem barradas. O que essa ilustre pessoa tentava fazer em melhoria do nossa querida Chapadinha era dada como utopia. Ainda o verei realizando todos os seus anseios pessoais, profissionais e políticos, rsrs...
Tenho um orgulho tremendo de ser orientada e acima de tudo amiga de um professor tão querido.

Parabéns Telmo José Mendes!

Rayane Sena disse...

Só quem conhece essa pessoa iluminada e guerreira, é capaz de entender o quão ele sempre foi preocupado com os problemas da nossa cidade e do mundo. Sou prova viva pois trabalhamos juntos para esse município, ou melhor tentamos trabalhar, já que o descaso e a falta de confiança em sua capacidade de mudar as coisas fez com que várias ações fossem barradas. O que essa ilustre pessoa tentava fazer em melhoria do nossa querida Chapadinha era dada como utopia. Ainda o verei realizando todos os seus anseios pessoais, profissionais e políticos, rsrs...
Tenho um orgulho tremendo de ser orientada e acima de tudo amiga de um professor tão querido.

Parabéns Telmo José Mendes!

Rayane Sena disse...

Só quem conhece essa pessoa iluminada e guerreira, é capaz de entender o quão ele sempre foi preocupado com os problemas da nossa cidade e do mundo. Sou prova viva pois trabalhamos juntos para esse município, ou melhor tentamos trabalhar, já que o descaso e a falta de confiança em sua capacidade de mudar as coisas fez com que várias ações fossem barradas. O que essa ilustre pessoa tentava fazer em melhoria do nossa querida Chapadinha era dada como utopia. Ainda o verei realizando todos os seus anseios pessoais, profissionais e políticos, rsrs...
Tenho um orgulho tremendo de ser orientada e acima de tudo amiga de um professor tão querido.

Parabéns Telmo José Mendes!

Prof. Msc. Telmo J. Mendes disse...

Boa Noite amigo Allexandre,

Agradeço as felicitações de todos e em especial ao texto de meu amigo Juvenal. Companheiro de conquistas nesse município.

À você caro amigo Alexandre, forte abraço.

Prof. Msc. Telmo José Mendes

Alexandre Pinheiro disse...

Homenagem mais que merecida professor. Abraço!