terça-feira, 9 de dezembro de 2014

Maria Coelho x Paiva: Decepção e Dignidade


Dois secretários do mesmo governo Belezinha e filiados ao mesmo partido (PT) tiveram trajetórias e posturas destacadas de forma antagônicas na sessão de ontem da câmara municipal. Enquanto o secretário de Assistência Social Francisco Paiva era elogiado, Maria Coelho (secretária de educação) era severamente criticada.

Acusada pelos companheiros de partido Neldan Araújo e Eduardo Braga de impor o pior tratamento possível aos educadores Maria Coelho foi tratada como uma grande decepção.

Elogiado pelo zelo com a gestão das unidades de atendimento social sob seu comando, durante discurso do vereador Eduardo Braga / PT, foi em um aparte do vereador Irmão Carlos / PRB que a dignidade do secretário Paiva foi ressaltada. Irmão Carlos relatou que a prefeita Belezinha pretendeu demitir sua nora por perseguição, quando Paiva defendeu a funcionária e teria impedido a demissão dizendo que preferiria deixar o cargo a compactuar com tal gesto.

A petista e ex-sindicalista Maria Coelho, que foi secretária adjunta dos governos Magno Bacelar e Danúbia Carneiro e chegou ao comando da educação depois da queda de Francejane Magalhães, de quem também foi adjunta, hoje massacra a categoria negando direitos e conquistas e, pior, encampa pessoalmente atitudes rasteiras de perseguição como o corte de salário da vice-presidente do sindicado professora Jane Andrade e assina oficio com falsa acusação à sindicalista e presidente do conselho da merenda escolar professora Wegila Viana.

Enquanto Maria Coelho serve ao governo se rebaixando, Paiva se mantém altivo e nos faz crer na justiça e na dignidade humana.  

Um comentário:

Vero Justus disse...

Podemos simbolizá-los como
Jezabel X Davi;