segurança

segurança

terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Vereador Eduardo Sá e Mais 16 Têm Prisões Decretadas


Como desdobramento da Operação Ferro e Fogo I e II, que Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (02), que culminou com a decretação da prisão provisória de 17 pessoas, sendo funcionários do IBAMA, INCRA e Secretaria de Meio Ambiente do Maranhão (SEMA), o nome do vereador de Chapadinha Eduardo Sá estaria entre os que tiveram prisão provisória decretada.

As investigações tiveram início em setembro de 2013, por meio da instauração de Inquérito Policial, na Delegacia Especializada em Repressão a Crimes Contra o Meio Ambiente – DELEMAPH/SR/DPF/MA – em razão da comunicação feita pelo IBAMA de que alguns servidores da autarquia estariam envolvidos em atividades ilícitas relacionadas, inclusive, com áreas protegidas da Amazônia.

As investigações revelariam desvios de condutas de 15 (quinze) servidores do IBAMA, de 01 (um) servidor do SEMA e de 02 (dois) ex-superintendentes adjuntos da SEMA, sendo que um deles ocupa hoje o cargo de Superintendente do INCRA do Estado do Maranhão.

Entre os que tiveram a prisão decretada estão o atual Superintendente do INCRA e ex-Superintendente da SEMA, Antônio Cesar Carneiro de Souza (Cesar Carneiro), o vereador de Chapadinha Antônio Eduardo Dantas de Sá (Eduardo Sá), que também foi Superintende da SEMA da parte de Recurso Florestal e o analista do IBAMA e candidato a deputado estadual pelo PEN, Antônio Lima Campos Júnior (Júnior Campos).

Eduardo Sá se Defende 
O vereador Eduardo Sá, que se encontrava em rua residência em São Luís,  disse que tomou conhecimento da decretação de sua prisão por meio da nossa reportagem e estaria a caminho de encontro com seu advogado para conhecer o teor da denúncia contra ele e para adotar medidas jurídicas em sua defesa.

O advogado de Eduardo Sá adiantou não haver motivo para a decretação da prisão de seu cliente, ainda que temporária, e disse que aguarda a revogação do decreto a qualquer momento.  

Informações Site da PF e Blog do Jorge Aragão

Nenhum comentário: