segurança

segurança

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

Deputado Levi Diz que Baixa Adesão ao Cadastro Ambiental Pode Prejudicar Pequenos Agricultores


O deputado Levi Pontes / Solidariedade usou a tribuna da Assembleia Legislativa para alertar sobre a importância do Cadastro Ambiental Rural e para chamar atenção para o baixo índice de produtores rurais maranhenses regularizados. O Cadastro Ambiental Rural é um instrumento fundamental para auxiliar no processo de regularização ambiental de propriedades e posses rurais.

“Venho a esta tribuna expressar a minha preocupação, que entendo ser extremamente séria, que é sobre o Cadastro Ambiental Rural. Os Ministérios hoje condicionam todos os empréstimos dos nossos produtores rurais a esse cadastro. Chamou-me atenção é que faltam apenas dois meses e vinte dias, para que seja encerrado esse Cadastro. E tenho enorme preocupação que este Cadastro que, até agora, no Maranhão, atingiu apenas 36.8% dos pequenos e grandes produtores rurais, isso possa vir a nos trazer grandes prejuízos para a população mais carente do Estado do Maranhão, visto que Estados bem maiores como o Estado de Goiás, já fizeram o seu Cadastro em mais de 80% das propriedades rurais”, declarou o deputado do Partido Solidariedade.

Levi informou que entre os 36% cadastrados a maioria são empresários do meio rural, lamentou que os pequeno agricultores não tenham as mesmas possibilidades e defendeu o envolvimento de todos na superação do problema.  “O que eu gostaria de pedir, de socializar, e sensibilizar os nobres deputados é que pedíssemos ao senhor governador que fizesse uma Campanha mais abrangente, para que terminássemos a conclusão desse trabalho, a exemplo da Campanha da Febre Aftosa, que foi feita no Estado do Maranhão. Também é bom lembrar que o nosso pequeno produtor, que esses 36% que fizeram esse Cadastro, são grandes produtores, e que o restante, mais de 70% são de pequenos produtores humildes, produtores que não conhecem internet, produtores que não têm como fazer este cadastro eletrônico”, alertou.     

‘É preciso uma mobilização maior em defesa daqueles que amanhã vão cultivar a nossa terra. Eu tenho medo de que o próprio estado do Maranhão seja prejudicado nos seus critérios de fomentar a agricultura, principalmente a agricultura familiar, por que todos os bancos, oficiais ou não, vão exigir este cadastro ambiental rural”, finalizou Levi Pontes.

Nenhum comentário: