segurança

segurança

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Deputado Levi Pontes Destaca Ações e Metas dos 100 dias do Governo Flávio Dino


O deputado Levi Pontes (SD) ocupou a tribuna da Assembleia Legislativa, no grande expediente desta quinta-feira (9), para destacar as ações e metas do governador Flávio Dino (PC do B) nos primeiros 100 dias no comando do Governo do Estado do Maranhão.    

Inicialmente, Levi Pontes elogiou a qualidade do Parlamento Estadual, lembrando que ao ocupar a tribuna pela primeira vez ficou orgulhoso por ter encontrado colegas de alto nível intelectual e pessoas comprometidas com o futuro do Maranhão.

Na condição de vice-líder do governo, Levi Pontes disse que os colegas do bloco precisam garantir o papel e o direito contraditório da oposição, mas de maneira alguma aceitar dois pesos e duas medidas. “Nós temos que separar o joio do trigo”, alertou.

Para Levi Pontes, o serviço ou o desserviço que foi feito em nosso Estado não volta mais, mas governador Flávio Dino – que iniciou o ano com 64% de aprovação popular - vai assegurar, com o apoio do Parlamento, para o povo do Estado do Maranhão.

 SEGURANÇA PÚBLICA

No pronunciamento, Levi Pontes disse que a Oposição tem direito de reclamar dos problemas no Sistema Penitenciário do Maranhão, mas foi aberto um processo administrativo para apurar a invasão de Pedrinhas e os supostos responsáveis serão punidos.        

Na avaliação de Levi Pontes, a segurança melhorou no Estado do Maranhão, pois no mesmo período do ano passado aconteceram 13 mortes no presídio e este ano apenas quatro. O decréscimo nos primeiros 100 dias do novo governo foi de quase 60%.

De acordo com Levi Pontes, dados semelhantes revelam que nos primeiros dias do governo Flávio Dino aconteceram apenas as quatro fugas.  Segundo ele, em 2014 foram registradas 34 fugas, 19 delas no primeiro trimestre. O decréscimo foi mais de 50%.

Na ocasião, Levi admitiu que o governador ainda não resolveu as mazelas do Sistema Penitenciário em apenas 100 dias. “Em qualquer lugar do mundo sempre vai haver problemas nas penitenciárias, por mais que elas sejam de alta segurança”, afirmou.


Em sua fala, Levi Pontes informou à deputada Andrea Murad  que sua ação contra as licitações da Secretaria de Saúde foi rejeitada. “Como ela sabe quais as firmas que vão ganhar e que tudo é jogo cartas marcadas, se são mais de 40 empresas?, questionou.

Conforme Levi Pontes, as empresas que concorrem no certame provavelmente nem são do Estado do Maranhão. O deputado soube concorrem algumas OCIPs que concorrem na licitação pública para administrar os hospitais são do Estado do Rio de Janeiro.

“A deputada Andrea Murad achava tudo bem quando tinham duas ou três OCIPS, que a gente sabe muito quem são os donos e como foram feitos os critérios para a escolha dessas organizações, que ficavam com 70% dos recursos públicos da saúde”, assinalou. 


O parlamentar reconheceu que são salutares as metas adotadas pelo governador Flávio Dino para sanear o sistema de saúde pública, pois a demanda é muito grande até nos hospitais particulares, onde pacientes passam até seis horas na fila de atendimento.       

Nenhum comentário: