segurança

segurança

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Precariedade de Estádio e Falta de Presidente Dificultam Volta do Galo da Chapada

Proposta de Nova Equipagem do Galo

Depois da euforia inicial, duas coisas têm dificultado a volta do Chapadinha Esporte Clube ao futebol maranhense: as condições precárias do Estádio Lucídio Frazão e a falta de alguém que assuma a presidência do clube.

Do jeito que se encontra o Estádio Lucídio Frazão não tem condições de receber jogos oficiais porque não passaria nas vistorias da Federação Maranhense e do Corpo de Bombeiros. Uma comissão chegou a procurar a prefeita Belezinha que teria dito só ter condições de iniciar reforma na praça esportiva municipal em meados do ano que vem. A opção de o Galo da Chapada disputar partidas pela série B estadual em municípios vizinhos foi considerada inviável pela comissão que tenta reativar o time chapadinhense. Veja abaixo o vídeo que traz as condições do Lucídio Frazão. 

Precariedade do Estádio


Além da falta de local para disputar os jogos, o Galo também tem dificuldade para efetivar um presidente. A comissão convidou diversos empresários e personalidades que recusaram o cargo temendo implicação em débitos, multas e dívidas trabalhistas envolvendo o clube.

Diante das dificuldades os deputados Levi Pontes / SD e Paulo Neto / PSDC reafirmaram disposição para ajudar o Galo, incluindo busca de patrocínio, ajuda do governo estadual e colocação de emendas parlamentares para a reforma do Estádio.


A Comissão Dirigente do Galo continua dialogando com a prefeita Belezinha, buscando alguém que se disponha presidir a agremiação e deve marcar uma nova reunião nos próximos dias.  



Nenhum comentário: