segurança

segurança

sexta-feira, 12 de junho de 2015

As Lições da Coelho Neto


Apesar da euforia do governo com o asfaltamento, o conjunto dos fatos vividos - da interdição ao início da obra - na Travessa Coelho Neto vão muito além do êxtase da prefeitura em realizar melhorias depois de sofrer tremendas pressões.

Belezinha Engole Raiva e Aceita Pressão
A prefeita Belezinha não escondia de ninguém a antipatia por aquele povo que interditou a rua e emparedou o governo ao ponto da via só ter sido liberada depois da garantia de que se a prefeitura não fizesse o estado asfaltaria a rua. Mesmo a contra gosto e sob ameaça de nova interdição ou de permitir ganhos políticos a adversários, o poder municipal se movimentou para resolver a situação e evitar desgaste maior.

Ofício Negado Impediu Estado de Trazer Asfalto
Também não é segredo que os recursos estaduais estavam garantidos e a mesma construtora que trabalha para a prefeitura aguardava apenas um ofício de Belezinha à secretaria de Infra Estrutura do Estado para começar a obra. Belezinha prevendo o revés político negou o ofício e teve que fazer a obra. A prefeita precisa colocar os interesse da cidade acima das disputas e aceitar a ajuda do estado com obras, programas e ações de impacto, pois com isso a população só tem a ganhar.    

O Bravo Povo da Coelho Neto
Briga política a parte cabe destacar o grande vencedor que foi o bravo povo da Travessa Coelho Neto, gente humilde que ousou enfrentar o poder de Belezinha, interditou a rua, conquistou melhorias sem se rebaixar e ensinou o caminho de luta a ser seguido pelos inúmeros locais abandonados pelo poder municipal. Viva o Povo da Travessa Coelho Neto.   

Nenhum comentário: