segurança

segurança

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Levi Pontes Rebate Críticas e Diz que Flávio Dino Tem o Direito de Governar


O deputado Levi Pontes (SD) disse, na sessão desta quarta-feira (17), ao rebater o colega de plenário Adriano Sarney (PV), que o governador Flávio Dino (PCdoB) tem o direito de administrar o Estado, graças à votação expressiva que recebeu do eleitorado, e negou que o governo pretenda controlar a oposição. Levi afirmou que a oposição é fundamental, mas condenou as ações “midiáticas” apenas para atingir o governo.

“O governador do Estado não vai abdicar de um direito que o povo lhe outorgou, com mais de 64 por cento dos votos, o direito de governar, de mostrar para a população que ele é de fato e de direito o nosso governador. Esse papel é que não vamos abrir mão, mas vamos sim respeitar o direito da Oposição. O deputado Adriano Sarney pode ter absoluta convicção, de que o período de eleição já acabou. Agora que ele é deputado é que é a hora mesmo de opinar, de falar, de discursar. Não apenas para uma comunicação midiática, para sair nos jornais e nos blogs, mas ajudando esse processo que hora se inicia no Maranhão”, cobrou.

A defesa foi por conta de Adriano Sarney haver criticado declaração do governador, dada antes de assumir, de que iria controlar a segurança pública, mas que isso não estaria acontecendo. Levi Pontes assegurou que governador fez a declaração por conta de que antes até decapitações existiam dentro do único presídio do Maranhão.


“Isso hoje não existe mais, mas todos são sabedores que alguém botou na cabeça do nosso deputado que vai acabar o problema da segurança pública no Maranhão e no Brasil colocando a Força Nacional de Segurança. Sabemos que não se resolve o problema de segurança pública só aumentando o contingente policial ou trazendo uma Força Federal para o Maranhão. Isso não há mais o que se discutir, o que tem que se discutir é trazer a este plenário projetos e atitudes propositivas que possam enriquecer esse plenário, a Casa, para que possamos encontrar uma solução viável para o problema de segurança pública que aflige todos nós”, alertou. 

Nenhum comentário: