segurança

segurança

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

“É pouco! O pessoal já está reclamando”, disse João Abreu sobre propina de Youssef


BLOG MARRAPÁ - Um novo trecho do depoimento do delator Rafael Angulo Lopez à Polícia Civil do Maranhão, que embasou a decisão do juiz Osmar Gomes de prender preventivamente o empresário João Abreu, revela que o ex-secretário da Casa Civil de Roseana Sarney reclamou dos R$ 600 mil em espécie referente à segunda parcela da propina negociada com o doleiro Alberto Youssef para o pagamento dos precatórios da Constran.
De acordo com o interrogatório, Rafael Ângulo fez duas viagens com destino a São Luís, a mando de Youssef, transportando dinheiro colado ao próprio corpo com meias de pressão.
Na primeira viagem, o braço direito do doleiro afirma que entregou R$ 300 mil reais a João Abreu nas dependências do Palácio dos Leões. No depoimento, ele detalha que foi recebido pessoalmente pelo ex-secretário de Roseana.
Na segunda viagem, com a finalidade de entregar mais R$ 600 mil em propina, Ângulo diz que transportou a remessa com o comparsa Adarico Negromonte – cada um carregava R$ 300 mil.
Em depoimento, Rafael Ângulo revela que João Abreu reclamou de propina.
Em depoimento, Rafael Ângulo revela que João Abreu reclamou de propina.
Recebido novamente no gabinete da Casa Civil, Rafael Ângulo relata a forma agressiva como foi recebido por Abreu.
“Ele, João Abreu, a primeira coisa que pergunta é: ‘quanto você trouxe?’. O declarante (Rafael Ângulo) responde ‘R$ 600 mil’ e João Abreu reclama: ‘É pouco. Demorou. Era para ter vindo tudo de uma vez’. E ainda disse: ‘É pouco, mas vou receber por minha conta, pois o PESSOAL já está reclamando'”, descreve um trecho do depoimento do delator à polícia.

Nenhum comentário: