segurança

segurança

quinta-feira, 5 de novembro de 2015

Chapadinha: Levi Pontes Comemora Injeção de 700 Mil no Comércio e Elogia Ações do Governo do Estado


O deputado Levi Pontes (SD) destacou, na sessão desta quinta-feira (5), as ações do Governo do Estado levadas para os municípios do Baixo Parnaíba. O parlamentar elogiou o desempenho do governador Flávio Dino (PCdoB) e dos secretários Neto Evangelista (Desenvolvimento Social) e Marcos Pacheco (Saúde) – este dois estiveram em Chapadinha, na quarta (4).

De acordo com Levi Pontes, na parte da manhã, o secretário Neto Evangelista foi lançar o Programa Bolsa Escola, o que recebeu uma boa receptividade da parte da comunidade mais carente. A recepção foi numa quadra de esporte lotada de pessoas carentes, aplaudindo o secretário.

O deputado contou que no município de Chapadinha, a partir de janeiro, serão injetados no comércio local mais de setecentos mil reais justamente na pior fase do comércio, que é o pós-fim de ano. “Isso vem provar àqueles que têm dúvidas da importância deste compromisso político do governador, que assim ele chamou de 13º salário. Como a gente via no rosto, no semblante daquelas mães, o prazer de seus filhos livremente poderem procurar o comércio e comprar o seu material escolar”, analisou.

Pontes disse que também foi lançado em Chapadinha um restaurante popular para fornecer alimentação por apenas R$ 2,00 para mil pessoas. “Isso também foi de uma aceitação e de uma receptividade enorme, mostrando que não é preciso muito recurso para tentar ajudar aqueles que estão nos bolsões de pobreza”, garantiu.

Outro evento, segundo o parlamentar, foi na Regional de Educação, em torno da discussão da mudança da grade curricular, importante para unificação de todas as escolas do ensino médio do Estado.

O último evento foi com a participação do secretário de Saúde, Marcos Pacheco, junto com todos os secretários do Baixo Parnaíba e a maioria dos prefeitos. Levi Pontes contou que o secretário explicou a todas as autoridades presentes a nova organização do Sistema SUS, através do conglomerado nas 19 regionais, fazendo com que se discuta saúde pública não por município, mas pelas 19 regionais.

“Para a minha surpresa, todos os prefeitos e todos os secretários de Saúde dos municípios se mostraram entusiasmados e enxergaram uma luz no fim do túnel, mostrando que, desta vez, nós teremos uma atenção mais do que especial à saúde neste momento de crise em que o Brasil passa”, finalizou.

Nenhum comentário: