segurança

segurança

quinta-feira, 19 de novembro de 2015

Levi Pontes Comemora Acréscimo de Leitos no Hospital Carlos Macieira


O deputado Levi Pontes (SD) destacou, na sessão desta segunda-feira (16), a importância do fato de o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (SES), ter providenciado o aumento de 52 leitos no Hospital de Alta Complexidade Dr. Carlos Macieira (HCM).

Segundo Levi Pontes, dentro do novo projeto, serão 12 novos leitos de UTIs e 40 de enfermaria. O deputado explicou na tribuna que as adequações serão feitas dentro do próprio espaço físico do Hospital, já que, após análise do departamento de Engenharia da SES, alas exclusivas com dois leitos podem comportar mais um sem nenhum prejuízo, dentro dos parâmetros de tamanho indicados pelo Ministério da Saúde, após a readequação de toda a rede elétrica.
Em seu discurso, Levi Pontes elogiou o governador Flávio Dino e o secretário de Estado da Saúde, Marcos Pacheco, frisando que será um aumento de 24% de leitos do maior hospital de Alta Complexidade do Maranhão. “É importante frisar aqui, nesta Casa, que este projeto foi idealizado desde o início da gestão Flávio Dino, pois foram identificados alguns espaços livres sendo subutilizados naquela unidade de saúde”, afirmou Levi Pontes.
Ele observou ainda que diminuição nunca ocorreu, seja de UTI ou enfermaria, e que a expansão não aconteceu antes devido a uma pane na rede elétrica ocorrida há dois meses, atrasando a execução do projeto. “Após a pane elétrica, o hospital teve que descer algumas UTIs individuais para uma ala que estava com área sem utilização, para não sobrecarregar a rede elétrica, colocando uma maior quantidade no mesmo espaço”, destacou.

Sobre a pane na rede elétrica, segundo Levi Pontes, a engenharia da SES emitiu um laudo técnico à empresa fabricante situada em Canoas (RS) solicitando a troca das peças danificadas dos aparelhos de ar-condicionado. Enquanto isso, vários aparelhos splits foram instalados. “Houve uma força tarefa para que as áreas principais do hospital não ficassem sem ar-condicionado. Tudo começou pelo centro cirúrgico, UTIs, enfermarias e descansos médicos. Após as mudanças, o espaço comporta a todos, inclusive os acompanhantes dos pacientes”, explicou o deputado.

Nenhum comentário: