segurança

segurança

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

O Funil Não Para! Caminhão da Loja da Prefeita Novamente Flagrado Entregando Material Pra Prefeitura


Pouco mais de uma semana depois do registro dos caminhões da empresa Júnior Construções, de propriedade da prefeita Belezinha, entregando material na obra da reforma da escola Manoel José de Santana, o chamado esquema do Governo Funil – em que lojas e empresas de Belezinha e familiares figuram como fornecedores da administração municipal comandada por ela – prossegue livremente com entrega de material de construção em obra de um posto de saúde na Zona Rural do Município.

O flagrante de ontem aconteceu na localidade Conceição, onde a prefeitura toca obra de uma Unidade Básica de Saúde com recursos do governo federal. Segundo moradores a obra estava parada há mais de um ano até que na manhã desta quinta-feira (28) um caminhão da loja da prefeita apareceu descarregando material.



“A construção do posto de saúde da Conceição, tava com mais de um ano paralisada, hoje pela manhã, por volta das 10 horas, passei pelo referido povoado e olha a cena lastimável que me deparei: um caminhão da Junior Construções entregando tijolos na referida unidade”, relatou um proprietário rural que nos mandou as fotos e preferiu não se identificar. “Gostaria que o amigo publicasse denunciando mais um ato de improbidade administrativa da atual prefeita”, completou.

Quando chama atenção para a possibilidade da prática de crime de improbidade administrativa o produtor rural é respaldado pela lei que diz que empresa de propriedade da gestora ou de familiares seus não pode fornecer para o poder público. De acordo com art. 9º da lei de licitações (Lei nº. 8.666/93) a prefeita e seus familiares são impedidos de fazer contrato ou fornecer ainda que de forma indireta para a prefeitura.

Sem controle ou fiscalização e com flagrantes diários, Belezinha aumenta o desdém às autoridades, tripudia dos demais empresários locais e Chapadinha continua sendo a única cidade do Brasil onde o prefeito pode comprar material de loja de sua propriedade.


Em tempo: a prefeitura não responde a questionamentos do blog antes das publicações e depois de mais de uma semana, nenhum comentário ou posicionamento sobre a matéria da escola Manoel José de Santana foi dado à sociedade. 

Nenhum comentário: