segurança

segurança

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Belezinha: As Vaias e a Prorrogação Polêmica, Marcelo Cai em Armadilha e Notas do Carnaval Que Não Salva Ninguém

Belezinha Discursando na Madrugada da Quarta-Feira

Marcelo Cai em Armadilha 
O vereador Marcelo confiou nos critérios dos comunicadores a serviço da prefeitura e caiu em uma armadilha com a edição de uma entrevista concedida por ele na Praça do Povo. Marcelo teria elogiado o carnaval, mas lamentado o dinheiro utilizado em bandas caras que estaria sendo retirado dos professores e de outros serviços importantes. Só a primeira frase da entrevista foi ao ar e os governistas sambaram. Marcelo promete divulgar nota sobre o caso e voltaremos ao assunto.

Belezinha e as Vaias
Ao interromper o show para usar a palavra a prefeita Belezinha acabou pagando vaia na abertura do carnaval, na sexta-feira. Comentei o fato no Facebook ironizando e fui chamado de mentiroso por aliados da prefeita, no que retruquei que estava no local e presenciei o ocorrido, sendo acompanhado pro diversos internautas que também testemunharam as vaias.

Belezinha e a Prorrogação Polêmica
Já no final da programação, na madrugada da quarta-feira a prefeita falou por 3 minutos e não houve vaias. Mas, durante seu discurso, Belezinha chegou a antecipar a contratação da cantora Márcia Felipe para 2017 sem levar em conta que ainda enfrenta disputa de sua reeleição e – num gesto que pode trazer fortes repercussões – disse que a juíza teria autorizado o prolongamento da apresentação até as 3 da manhã, o que contrariaria portaria da própria justiça que vinha sendo cumprida com rigor pela Polícia Militar. Estamos colhendo informações e também voltaremos ao tema.

Carnaval Não Salva Ninguém

Alguns dizem que pelo exagero mundano o carnaval não salva ninguém, pelo contrário, condena almas. Para além de critérios morais ou religiosos já tenho tempo de vida e de cobertura na área para ter certeza que na política a realização de uma festa como a do reinado de momo não confere melhoria nos índices de aprovação de governo e menos ainda garante vitória em reeleição de gestores. Em 2012, por exemplo, a prefeitura de Chapadinha gastou os tubos, as bandas foram as mais famosas, dois blocos arrastaram multidões e o grupo governista trocou candidato e levou uma surra de votos no mesmo ano.     

Nenhum comentário: