segurança

segurança

quinta-feira, 10 de março de 2016

Levi Pontes Elogia Trabalho do Governo Estadual na Atenção Básica à Saúde da População


O deputado Levi Pontes (SD) declarou, na manhã desta quarta-feira (9), que o governo Flávio Dino está no rumo certo, na medida em que amplia investimentos na área da atenção básica à saúde.

Ao rebater críticas de parlamentares oposicionistas, Levi Pontes destacou que “saúde se começa é pela prevenção, é pela atenção primária e não por hospitais, e não por UTIs e não por hospitais de alta complexidade que tem que haver, mas o mais importante é o setor básico”.
Levi Pontes frisou que estudos de instituições internacionais apontam que 65% a 68% de todas as doenças se resolvem é na atenção básica. E que diversas doenças graves podem ser evitadas com medicina básica.

Contrariando o discurso da oposição, Levi Pontes frisou que há avanços na área da saúde, desde a posse do governador Flávio Dino. Segundo o deputado, o Governo do Estado ampliou a assistência oncológica, principalmente na região Sul do Maranhão.

“É um avanço porque antes nós tínhamos somente o Hospital Aldenora Bello. Além disso, o nosso governador está dando um subsídio a mais para o combate dessa endemia chamada dengue, chamada zika e chikungunya. O nosso governador, com o reforço da atenção primária com os municípios, está antenado na grande transformação, na mudança de paradigma de uma medicina primária”, afirmou Levi Pontes.

Ele assinalou que o Programa Mais IDH está levando médicos com 40 horas semanais para os municípios mais pobres do Maranhão. “Fico feliz quando visito municípios tipo Belágua, que nunca tinham visto um médico na sua vida. Hoje tem médico e enfermeiro de segunda a sexta-feira. Criamos a Força Estadual de Saúde com um salário de R$ 20.000 para médicos e R$ 10.000 para enfermeira, a concorrência mais alta do que vestibular para Medicina”.

Levi Pontes lembrou que, recentemente, o governador Flávio Dino inaugurou dois grandes hospitais. “São hospitais de alta resolução, para acabar com aquele fluxo de ambulância, para não sobrecarregar a Prefeitura de São Luís. Cito também o Hospital da Criança, que foi todo reestruturado e gasto recurso sem aumento na verba, isso tudo veio em consequência de uma administração proba, honesta e da correção de contratos superfaturados”, ressaltou Levi Pontes.


Agência Assembleia

Nenhum comentário: