segurança

segurança

terça-feira, 29 de março de 2016

Morte, Menosprezo e Precipitação no Aniversário de Chapadinha


Tiros interrompem a festa de aniversário de Chapadinha. Seis atingidos. Um corpo sem vida vai ao chão da Praça do Povo e cinco feridos encaminhados ao hospital. Breve pausa e a festa continuou como se nada tivesse acontecido.

Como tenho dificuldade de me sentir animado perto de um local onde uma vida foi ceifada e outras seguem em risco de morte, estranhei o prosseguimento, lamentei a indiferença e a irresponsabilidade dos promotores do evento e repudiei o menosprezo de alguns pela vida humana.

“Sentindo-se animada em Praça do Povo, Chapadinha. Show da Pavanelly tá ótimo, só não tá melhor por conta de um defunto que tem no meio da Praça”, disse uma jovem em rede social (veja recorte abaixo).



Talvez por não querer em ano de eleição desagradar pessoas que reclamam de um corpo humano atrapalhando sua diversão a prefeita Belezinha, presente no local, agiu como se nada tivesse acontecido e o evento continuou.

Como se não fosse pouca coisa a falta de respeito com morto, feridos e familiares destes, o prosseguimento da festa – contra orientação policial – colocou em risco a população presente na medida em que o primeiro evento violento poderia desencadear outros e aumentar o número de vítimas inocentes. 

Sobre o crime e suas circunstâncias há muito o que esclarecer, mas da data festiva ficou o saldo da morte de uma pessoa, do menosprezo pela vida e da irresponsabilidade com a segurança do público.     

2 comentários:

raimundo nonato da silva Silva disse...

INFELIZMENTE A PREFEITA DE CHAPADINHA É DESPROVIDA DE AMOR AO PRÓXIMO. EM SEU CORAÇÃO SÓ TEM ÓDIO.

raimundo nonato da silva Silva disse...

INFELIZMENTE ESSA PREFEITA É DESPROVIDA DE SENTIMENTOS, NO SEU CORAÇÃO SÓ TEM RANCOR E ÓDIO.