segurança

segurança

terça-feira, 21 de junho de 2016

União da Oposição: de Improvável a Impossível


Por fatores diversos que detalharei em outro texto, a propalada união da oposição é hoje tão difícil que a palavra improvável já pode ser substituída pelo vocábulo impossível.

Interesses, vaidades e enormes diferenças produziram o caminho sem volta de pelo menos 2 candidaturas do campo da oposição.

Como vai ficar muito claro nos próximos dias, os adversários de Belezinha estão mais empenhados em manter sua fatia de votos que mudar os rumos da administração municipal.

Se inegável a lógica de que as múltiplas opções da oposição aumentam a chances da prefeita, a eleição anda longe de tá definida.

Em que pese estar escapando do desastre administrativo com obras de ano de eleição, Belezinha carrega consigo pontos extremamente negativos na avaliação de sua imagem pessoal, o que mantém altíssima expectativa em torno de um nome capaz de enfrentá-la. Há ainda a tradição das disputas locais com tendência de polarização entre dois candidatos, pondo o povo em compasso de espera para a escolha (dentre os postulantes) de alguém que se habilite em liderar o combate contra o poder.

As oposições – que, lá atrás, chegaram a considerar a prefeita carta fora do baralho – já não podem negar que o ânimo do poder e da máquina crescem na falta de definições. Belezinha, por seu turno, reconhece a força eleitoral da oposição mesmo dividida e sabe que não pode cantar vitória muito cedo, nem levar flores para cova de inimigo ainda vivo. 

Nenhum comentário: