Publicidade

Publicidade

sábado, 10 de setembro de 2016

Passeio Motociclístico Cancelado: Interferência Política ou Falta de Fiéis?


Eis que a Igreja Católica é colocada no centro de boatarias políticas em pleno período do festejo. A mais recente polêmica gira em torno do Passeio Motociclístico que a Igreja realiza tradicionalmente e que este ano teria sido cancelado sem maiores explicações pela Paróquia.

Há duas versões: a coincidência com o 10zão Folia promovido pela campanha de Belezinha e a falta de inscritos para o Passeio Motociclístico. A coincidência entre os eventos da Igreja e da campanha política acabou gerando revolta entre católicos.

O jovem católico Eldo Viana manifestou sua indignação por meio do Facebook. “Eu como brasileiro, nordestino, maranhense, chapadinhense e católico, estou indignado com a falta de respeito que algum político que está a frente da prefeitura tá tendo com o Festejo de Nossa Senhora das Dores. Ontem à noite padre falou para todos que estavam na igreja que o passeio motociclista estava cancelado por motivo da folia da atual prefeita e de seu Isaías, onde mesmo não teria condições de fazer três eventos no mesmo horário. Teve então que cancelar”, relatou. “Mas, na minha opinião, os candidatos para fazerem suas carreatas teriam que prestar bem atenção que a cidade está em festejo e não poderiam fazer qualquer outro evento no mesmo dia que a igreja católica ou outra igreja fosse fazer . Então a senhora prefeita deve cancelar ou adiar seu evento para outro dia”, completou Eldo, sendo apoiado por muitos outros católicos.

Depois que a polêmica ganhou corpo o ex-secretário de obras Aluísio Santos se pronunciou em áudio por meio de grupos de Whatsaap. Aluísio disse que em conversa com o padre Casimiro João quando o sacerdote disse que a paróquia não havia registrado o evento junto às autoridades e que havia número muito reduzido de inscritos para o passeio.

“Na conversa que tive agora a pouco com o padre Casimiro um dos pontos que ele me falou é realmente não tinha informado os poderes em relação o evento que poderia acontecer. Mas um dos pontos cruciais para que pudesse haver o cancelamento foi justamente o número muito pequeno de inscritos para participar do passeio motociclístico e ele me informou que tinha apenas três pessoas inscritas até então”, declarou Aluísio, defendendo respeito à Igreja e informando que a campanha de Belezinha será suspensa nos dias 13, 14 e 15 de setembro.

Sendo verdade a revelação da conversa entre padre e ex-secretário ou temos uma candidata que não teve a sensibilidade de adiar o 10zão Folia porque detinha o registro antes da paróquia ou a Igreja Católica perdeu o poder de mobilizar fieis para um de seus maiores eventos.

O blog procurou o Padre João Casimiro, mas até o momento, não teve resposta.  

Nenhum comentário: