segunda-feira, 22 de dezembro de 2014

Levi Pontes é Diplomado Deputado Estadual


Juntamente com o governador Flávio Dino e o deputado Levi Pontes foram diplomados outros 78 candidatos eleitos nas eleições deste ano, no Maranhão, para assumir cargos no governo do Estado, Senado, Câmara Federal e Assembleia Legislativa. A cerimônia foi realizada nesta sexta-feira (19), no Centro de Convenções Pedro Neiva de Santana, em São Luís.


Veja abaixo fotos do evento. Mais tarde outras informações. 









sábado, 20 de dezembro de 2014

Flávio Dino Diplomado Governador


De quem são e o que significam os diplomas entregues na tarde do dia 19 de dezembro de 2014, em São Luís, aos candidatos eleitos? Com esta reflexão, Flávio Dino conduziu o discurso de diplomação para frisar que sua atuação como governador será em nome dos milhões de maranhenses que sofrem pela falta de assistência do Poder Público.

Eleito governador do Maranhão com 63,4% dos votos no primeiro turno, Flávio Dino fez seu primeiro pronunciamento oficial na Diplomação dos Eleitos organizada pelo Tribunal Regional Eleitoral. Para ele, o ato da diplomação marca a vontade de milhões de maranhenses esquecidos pelo Poder Público, e que devem ser lembrados em todas as ações do próximo governo.

Defendendo a superação das desigualdades refletidas nos índices sociais alarmantes como o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), Dino afirmou que a diplomação não é um mero ato formal, mas um momento carregado de significados.

“Este diploma não é estático, mas é impregnado de vida. Do abraço que foi dado pela criança que encontramos na campanha, por aquela senhora que dizia que ora por nós. Este momento pertence aos mais humildes, aos esquecidos do Maranhão,” disse.

O foco no combate às desigualdades reflete o entendimento do próximo governador do Estado sobre as prioridades para o Maranhão. Segundo ele, o diploma materializa a missão “grandiosa que os eleitos têm pela frente”. Essa missão não é de autoridade, mas de promover a igualdade entre os maranhenses, disse emocionado.

Com o diploma, completou Flávio Dino, os eleitos estão investidos da missão de “ser servidor público, de servir ao povo, de não estar acima dos homens e das mulheres, mas estar junto a eles.”

Uma das metas a serem perseguidas cotidianamente é a fome, que ainda atinge metade dos maranhenses. Dados divulgados pelo PNAD esta semana revelaram que o Maranhão é o estado que possui o maior número de pessoas com insegurança alimentar. “Fome: palavra forte, aguda, cortante, mas que deve ser pronunciada para que lembremos sempre de nossa maior batalha. Essa é a missão que dá sentido maior a este momento”.

Além das desigualdades sociais, Flávio destacou o combate à corrupção e à reforma política que se colocam como temas centrais para atender aos clamores da sociedade, que esperam dos seus representantes políticos a representação “à altura do que os brasileiros merecem” e a prestação de serviços públicos de qualidade.

Acompanhado pela esposa Daniela Lima, Flávio Dino homenageou os seus familiares e se emocionou ao lembrar que seu pai, Sálvio Dino empenhou-se pessoalmente nas caminhadas, carreatas e ações da campanha. Dino citou ainda sua mãe, Rita Maria, e seus irmãos que acompanharam toda a cerimônia. O governador eleito agradeceu ainda aos parceiros de coligação e aos membros do TRE e servidores da Justiça que se empenharam para garantir eleições democráticas no estado.


E finalizou, emocionado: “Aproveito também para agradecer a generosidade do povo do Maranhão. Autenticamente sinto o peso das palavras que pronuncio e sinto peso das tarefas que nos foi incumbida. Junto com elas, sinto também coragem para enfrentar os desafios e por fim às desigualdades”.

do Blog Marrapá

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Belezinha Baixa Portaria Esclarecendo Critérios Para Demissões


PORTARIA No 171 de 16 de dezembro de 2014  

Maria Ducilenta Belezinha Cordeira e Zangada, PREFEITA MUNICIPAL  de CHAPADINHA, no uso de suas atribuições legais e nos termos do art. 12 da Lei Falsa n0 1.066 de 30 de Fevereiro de 2013.
                                                                      
Resolve:
Art 1º - Considerar Motivos Para Demissão Sumária e Humilhante de Cargos Comissionados as Seguintes Infrações Disciplinares:

a)    Ler o Blog do Alexandre Pinheiro;
b)    Curtir as Piadas do Nattan Enzo;
c)    Aplaudir Discurso do Eduardo Braga;
d)    Ouvir o Programa da Jane;
e)    Participar de Reunião do SINDCHAP
f)     Tirar Foto, Sorrir ou Desejar Bom Dia a Adversários;
g)    Convidar o advogado do Inaldo para Aniversário de Casamento;
h)   Beber Cerveja no Abrigo; e
i)     Comprar em Qualquer Loja Que Não Seja a Júnior Construções.

Art 2º - A presente Portaria entrará em vigor na data de sua publicação.
Cumpra-se e publique.
                                                                                
Chapadinha, 18 de dezembro de 2014

Maria Ducilenta

Prefeita Municipal



Onde Estão? Prefeitura de Chapadinha Aluga 144 Veículos Por Quase 3 Milhões de Reais/Ano



Documentos de uma auditoria do DENASUS, realizada entre julho e agosto de 2014, que o blog teve acesso com exclusividade, revelou um dos segredos mais bem aguardados da prefeitura na gestão de Belezinha: a quantidade de carros supostamente alugados da famosa empresa fantasma chamada Queops.

De acordo com o relatório, na Constatação Nº 332222 (veja recorte, abaixo), a prefeitura paga 144 veículos de alugueis entre automóveis, ônibus e vans. Segundo o relatório a secretaria de saúde conta com 5 vans, 20 pickups,  5 caminhões basculantes e 8 automóveis. Já a educação tem alugados 10 ônibus, 8 vans, 10 caminhões e 15 pickups. Na lista da secretaria de administração aparecem 21 pickups, 10 caminhões e 13 automóveis. A secretaria de assistência social também possui veículos locados sendo 8 pickups, 5 vans e 6 automóveis.   

DENASUS: Lista de Veículos Alugados 

Onde Estão os Carros?
A pergunta acima passou a ser insistentemente feita por vereadores e pela população depois que este blog revelou o escândalo da Queops, quando se descobriu que a empresa era antes uma firma de representação comercial, o escritório era de fachada e os supostos empresários eram de fato funcionários da prefeitura de Tutóia, laranjas de uma família aliada de Belezinha e com vários membros ocupando cargos na prefeitura municipal.

Acima Escritório de Fachada da Queops e Abaixo Sede da Locadora Olho Vivo 
Diferente do informado oficialmente ao DENASUS, um funcionário ligado ao setor de transportes, que não quis se identificar, revelou que a educação tem de fato 5 ônibus e que a saúde não tem caminhões a seu dispor, quando precisa requisita da educação.   

Como os carros alugados pela prefeitura não possuem identificação, não constam em lista de prestação de contas e com base no escândalo da locadora Queops que acabou tendo o contrato cancelado, a sociedade continua sem informação clara sobre os contratos públicos para aluguel de carros e persiste a suspeita de desvios de recursos com pagamento de veículos de propriedade de liados, vereadores, da própria prefeita ou carros que nunca prestaram serviços.  


Irregularidades
A auditoria do DENASUS, que se ateve apenas a questões formais, apontou uma série de irregularidades na licitação como a inexistência de concorrência e não publicação do resultado.  

Queops R$ 2.940.000,00 e Olho Vivo R$ 2.316.450,00   
A própria prefeitura admitiu que o valor anual de seus contratos de locação de veículos da Queops ficou em torno de R$ 2.940.000,00 e sob investigação do Ministério Público anulou a licitação e cancelou o contrato, embora tenha feito pagamentos depois do anúncio da extinção do contrato.

Depois da Queops, uma empresa por nome Olho Vivo, conhecida no mercado atuando como malharia, foi escolhida em substituição à empresa laranja. De acordo com dados do Pregão Eletrônico N° 006/2013 a prefeitura contratou a Olho Vivo Transportes por seis meses e pelo valor de R$ 2.316.450,00. 

Locação e Cassação
No município de Presidente Vargas, o promotor Benedito Coroba está pedindo a cassação da prefeita Ana Lucia Mendes porque a locadora contratada por ela (a Hidrata Construções Ltda) só possui um veículo registrado no DENATRAN em seu nome. Enquanto Chapadinha – entre fantasmas, laranjas e malharias - ninguém tem assegurado o direito de saber quais são e a quem pertencem os carros que levam quase 3 milhões de reais por ano do dinheiro do povo. 

Magno Bacelar Elogia Humberto Coutinho e Pede Estrada para Chapadinha

O deputado Magno Bacelar (PV) usou a tribuna da Assembleia, na sessão da ultima quarta-feira (17), para destacar a trajetória política do deputado estadual eleito, Humberto Coutinho (PDT), e ressaltar o bom estado de saúde de que goza o parlamentar caxiense, após submeter-se ao tratamento de um câncer. “Ele está com sua saúde 100% recuperada”, afirmou. 

Magno Bacelar relembrou o tempo em que conviveu com Humberto Coutinho, no parlamento estadual, em legislaturas passadas, sempre representando a cidade de Caxias e a região do Cocais e seu mandato de prefeito de Caxias que, segundo o deputado, é outra cidade depois que Humberto Coutinho a governou. “Trabalhamos juntos na Casa de Saúde e Maternidade de Caxias”, acrescentou.

O parlamentar revelou que foi ele que incentivou Humberto Coutinho a ingressar na política e a disputar seu primeiro cargo eletivo, o que aconteceu com sua eleição para vereador de Caxias com quase 1500 votos, tendo sido o mais votado. “Foi um verdadeiro fenômeno porque Humberto Coutinho sempre fez o bem na cidade de Caxias”, observou. 

Magno declarou que Humberto Coutinho é um grande companheiro e que ficava feliz de saber que, realmente, ele está voltando para esta Casa com a perspectiva de disputar aqui uma eleição de Presidente, ao mesmo tempo em que revelou ter pedido ao parlamentar caxiense a interligação de Aldeias Altas com Chapadinha – trecho que faz a ligação da região dos Cocais com o Baixo Parnaíba. “Ele aceitou prontamente. Acho que nós, homens públicos, temos sempre que reivindicar aquilo que é importante para as nossas regiões”, concluiu. (Agência Assembleia)

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Belezinha Demite e Destrata Mais um Aliado de Primeira Hora

Monteiro na Foto da Discórdia 

Um dia depois de vencer a disputa da câmara municipal a prefeita Belezinha demitiu mais um aliado político da forma mais deselegante e por motivo fútil possível. O ex-diretor do Departamento Municipal de Trânsito, Francisco Monteiro, teria sido exonerado sem direito sequer de esvaziar as gavetas ou recolher seus objetos pessoais.

O vereador Marcelo Menezes divulgou conversa que teve com o agora ex-auxiliar de Belezinha. “Ontem podemos falar do nosso amigo Monteiro, o mesmo foi massacrado na prefeitura hoje. Belezinha trocou as fechaduras de sua sala e sequer comunicou ao amigo Monteiro de sua demissão”, relatou o vereador, em sua página do Facebook.

Ainda de acordo com informações de amigos de Monteiro, além das fechaduras trocadas, os pertences pessoais do ex-diretor do DMT estariam com uma faxineira que aguarda para entregá-los dentro de um saco de lixo.

O motivo do gesto da prefeita, considerado mesquinho e humilhante, teria sido a publicação de uma foto, no blog do Foguinho, que Francisco Monteiro tirou ao lado do ex-prefeito Isaías Fortes, do vereador Marcelo Menezes e do deputado eleito Paulo Neto, durante um evento esportivo.

Ouvido pelo blog, Monteiro disse ter confirmado seu afastamento por informações de terceiros e ter ouvido falar da mudança das fechaduras e do recolhimento de seus objetos, mas ainda não tinha certeza quanto a isso.
  
Agora a pouco em solenidade, a prefeita Belezinha anunciou Mariel Resende, que já atuava no órgão, como diretor interino do DMT.  

Começou! Márcia Gomes Ameaça Processar Blog


A vereadora Márcia Gomes / PR não perde tempo e já começa a exercer o poder recém conquistado ameaçando o titular deste blog com processo por conta da matéria anterior. Em ligação telefônica, por volta do meio-dia, a parlamentar reclamou da postagem no seguinte trecho: “Menos ainda importa antecipar que a vereadora Márcia – por índole e trajetória – fará de tudo para trazer de volta a Câmara da Vergonha”.

Para a vereadora a combinação das palavras índole com vergonha denotaria ofensa pessoal. Pedindo calma à futura presidente disse que de fato a frase era uma crítica pública e política relativa à sua postura como representante do povo ao longo do tempo e que divergir era direito meu.

Reiterando lamentar ter que explicar uma frase tão clara, lembrei que a vereadora – do ex-prefeito Isaías, passando por Magno, Danúbia e agora Belezinha – nunca passou um dia na oposição, muda de lado sempre rumo ao grupo vencedor, foi aliada obediente de todos os prefeitos até aqui e sua gestão na presidência do legislativo foi pessimamente avaliada, o que, no meu modo de ver, me autoriza a dizer o que disse, embora estivesse torcendo para ela (Márcia) me surpreender positivamente.   

Márcia Gomes continuou insatisfeita e exigiu que retirássemos o texto sob pena de processo. No que declarei não retirar nada e que aguardaria o futuro processo sem o menor receio.

A ameaça de processo em nada me abala, me preocupa mesmo o estado de nervos de uma pessoa pública que nem bem retomou destaque e readquiriu poder e se mostra tão despreparada para conviver com as críticas que fatalmente vai enfrentar.