segunda-feira, 18 de junho de 2018

Moto Legal registra em menos de um mês quase 3 mil adesões




A terceira edição do Programa Moto Legal do Governo do Estado, coordenado pelo Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran-MA) registrou 2.665 adesões no Maranhão em 22 dias úteis, desde que foi relançado em 17 de maio. O programa incentiva a regularização de motocicletas, proporcionando mais segurança ao trânsito e aos proprietários destes veículos.

Em 2017, mais de 27 mil donos de motos aproveitaram o benefício para quitar os débitos atrasados dos veículos. Para cada ano de atraso, o proprietário da moto paga apenas R$ 50,00. Ou seja, se a moto estiver com o IPVA e o licenciamento atrasados há um ano, a quantia a ser paga é de R$ 50,00. Se forem dois anos: R$ 100,00, e assim sucessivamente. O Moto Legal só não inclui o pagamento de multas e seguro DPVAT em atraso por que ambos não são de competência estadual.

O Moto Legal vale para veículos de valor venal de até R$ 10 mil. Esse valor venal é aquele que consta das tabelas de veículos usados. De acordo com o diretor operacional do Detran-MA, David Ximenes, além de incentivar a regularização das motocicletas o Programa Moto Legal estimula o proprietário a tirar a Carteira Nacional de Motoristas (CNH).

“Atualmente as motocicletas representam 60,64% da frota do Estado. Infelizmente, muitas ainda estão irregulares. O Programa Moto Legal tem um caráter social importante, porque proporciona segurança a todos, já que é uma excelente oportunidade para os trabalhadores regularizarem seus veículos. A vantagem do programa é tão grande que, inclusive, tem estimulado os proprietários de motos a tirar a carteira de motorista para ter acesso ao benefício”.

A adesão ao Moto Legal pode ser feita na sede do Detran-MA, na Vila Palmeira, em qualquer um dos Postos Avançados ou ainda em qualquer uma das 15 Circunscrições Regionais de Trânsito do Maranhão (Ciretrans). Para participar, o proprietário da motocicleta deverá apresentar aos atendentes do órgão, a placa do veículo e o CPF.



quarta-feira, 13 de junho de 2018

Flávio Dino Tem 57,4% em Imperatriz, diz Pesquisa Data M


Do MA 10 – Foi divulgada nesta quarta-feira (13) no jornal Bom Dia Maranhão da TV Difusora (SBT) a Pesquisa Data M 3, sob Registro TRE 09455/2018, quanto à intenção de votos dos imperatrizenses para a eleição majoritária e avaliação do atual governo do estado. A pesquisa eleitoral ouviu 394 eleitores de Imperatriz no período de 04 a 06 de junho de 2018.

Na pesquisa, o governador do Maranhão Flávio Dino (PCdoB) aparece em primeiro lugar com 57,4% contra 17,1% de Roseana Sarney, assim como o pré-candidato ao Senado, o deputado federal Weverton (PDT) lidera as intenções de voto junto com o senador Edison Lobão (MDB).

A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança utilizado nos resultados da pesquisa é de 95%. Para essa pesquisa foram ouvidos homens e mulheres, conforme percentual de eleitores disponibilizados no TRE-MA/2018, a maioria com grau de escolaridade nível médio.

Confira o resultado clicando no vídeo abaixo



Leia mais: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/pesquisa-mostra-lideranca-de-flavio-dino-e-weverton-rocha-em-imperatriz/#ixzz5ILWfjbRF

Governo e produtores debatem criação de câmara setorial para cadeia de frangos



Dando continuidade as ações de adensamento da cadeia produtiva da avicultura, foi discutida nesta segunda-feira (11) entre a Secretaria de Indústria, Comércio e Enegia (Seinc) e a Associação dos Avicultores do Maranhão (Avima), a criação da Câmara Setorial da Avicultura Industrial. A pauta debatida visa fortalecer e criar maior aproximação com a cadeia produtiva.

A Câmara Setorial é uma estratégia para debater, junto às iniciativas pública e privada, os principais gargalos e avanços que o setor teve durante os últimos três anos, além de planejar ações de desenvolvimento para os próximos anos. Durante a reunião, foram ouvidas propostas, debatidas soluções e alternativas de melhorias para o segmento. 

Na oportunidade, o secretário de Indústria, Expedito Rodrigues, sublinhou a importância da iniciativa. “Precisamos debater os gargalos para encontrarmos as soluções e os melhores caminhos. Já temos um trabalho extenso nessa cadeia por determinação do governador Flávio Dino e a câmara setorial só irá contribuir com o andamento das ações voltadas para o setor”, destacou o secretário.

Para o presidente da Avima, José Augusto Silva, os trabalhos realizados na cadeia da avicultura pelo Governo do Estado contribuem para o crescimento do setor avícola. “Esperamos que, com a câmara, a gente possa divulgar cada vez mais a cadeia produtiva. O Maranhão possui uma das melhores aviculturas do Brasil. É uma responsabilidade que estamos assumindo e eu agradeço pelo apoio”.

Mais Avicultura

O Mais Avicultura é mais uma das ações do Governo do Estado, por meio da Seinc, que desonera a produção de frangos e derivados para estimular a economia local, contribuindo para dar maior competitividade e mais instalações e expansão de negócios do setor no Estado. Dessa forma, a ação gera adensamento a outras cadeias produtivas, como a de grãos, integração que contribui para o crescimento econômico do Estado. 

Desde a sua implantação, em 2015, a cadeia já gerou mais de 15 mil empregos, entre diretos e indiretos.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Artistas Locais e Tenda Cultural Realizam Sarau dos Namorados na Praça do Abrigo



No meio do noticiário de crise e desalento, como uma lufada de vento fresco no ambiente carregado de Chapadinha, os artistas locais e a Secretaria Municipal de Cultura organizam um Sarau Cultural em homenagem ao dia dos namorados.

O Sarau Cultural Dia dos Namorados terá música, teatro, poesia, artes plásticas e lançamento de livro em Praça Pública, em evento que articula e fortalece a cultura chapadinhense e os artistas da casa e por isso merece o apoio e participação de todos.

Evento: Sarau Cultural – Dia dos Namorados

Local: Praça Coronel Luís Vieira / Abrigo Central

Dia: 12 de Junho terça-feira

Horário: 20:00h

sexta-feira, 8 de junho de 2018

Pra não dizer que não falei de Magnúbia



As dificuldades que o governo Magno Bacelar enfrenta dispensam enumeração de tão notórias. Neste primeiro texto – ainda não entre nas causas e consequências da forma como Chapadinha é governada atualmente – analiso de forma breve, mas com a seriedade que o momento requer e dividindo em grupos de interesse como sendo oposição versus governistas e a parcela da população que não tem vínculo partidário.

A oposição explora como se não houvesse amanhã e como se não tivesse mazelas no passado recente em que teve a oportunidade de fazer diferente e não fez, tá no papel dela. E poderia fazer melhor se no meio dela (oposição) tivesse mais gente com vontade de fiscalizar, buscar a verdade profunda e produzir críticas pertinentes e menos aqueles tipos que usam de ataques violentos como senha para tentar entrar no governo. 

Ao povo que não é do ramo da política partidária e nada ganha com degaste deste ou daquele grupo em benefício de outro, interessa a solução dos problemas do dia-a-dia. A população quer ver o hospital e escolas funcionando, quer menos buracos nas ruas, quer salário dos funcionários em dia pra manter o comércio funcionando e assim vai... O povo pra seu próprio bem deveria ser mais participativo e organizado para além das alas partidárias, mas isso e um processo mais longo e complicado.

Por fim temos a angústia de quem – como este que vos escreve – é partidário do governo, sendo também responsável (ou culpado) pela vitória eleitoral de 2016 e pelo resultado a partir dai produzido. Não é fácil! Não é fácil constatar que a coisa não vai bem e pior é se sentir quase impotente internamente pra influenciar na melhoria.

Mas a vida me ensinou a ter lado, responsabilidade com minhas decisões e a lutar até o fim por algo que ajudei a construir e assim farei até que isso faça algum sentido político, até que a mentira não supere a confiança ou até que o conjunto da obra chegue no limite de minha consciência.

Em tempo: sobre supostas demissões de blogueiros ou comunicadores governistas, informo que não é caso do titular desta página ou pelo menos não era antes da publicação deste texto.

quinta-feira, 7 de junho de 2018

SINE - Educativo Brasil Abre Novas Vagas para Chapadinha, Confira



Projeto educativo Brasil abre novas vagas para cursos profissionalizantes com carga horário de 160 horas, aulas iniciarão dia 14 de junho.

Cursos:

Auxiliar administrativo
Auxiliar de RH
Inglês
Operador de caixa
Auxiliar de contabilidade

Inscrições na secretaria de trabalho (SINE) ao lado da câmara municipal, inscrições abertas até dia 08/06
Vagas totalmente grátis

Maranhão reduz homicídios pelo segundo ano seguido, mostra Atlas da Violência



O Maranhão vem conquistando resultados históricos no combate a violência e na redução do número de homicídios. De acordo com o mais recente Atlas da Violência divulgado, o estado apresenta uma diminuição significativa no índice de assassinatos a partir de 2015.
O Atlas da Violência 2018, divulgado nesta terça-feira (06), foi elaborado pelo Ipea e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública. Com 2.408 assassinatos notificados, o estado fechou 2016, último ano base do levantamento, com a taxa de 34,6 assassinatos por 100 mil habitantes, a terceira menor taxa do Nordeste.  Os dados são do Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM), do Ministério da Saúde.
A redução neste tipo especifico de crime aconteceu após uma década de aumento absoluto do índice de homicídios no Maranhão. Para se ter uma ideia, em 2014, o Maranhão chegou a ocupar o 4º lugar do país entre os estados com maior crescimento das notificações de homicídios, registrando aumento alarmante de 163,3%, se considerados os anos de 2005 a 2014, sete vezes maior que a média nacional, que era de 22,7%. Se considerados os homicídios por arma de fogo, o aumento chegava a 245% naquele ano.
Coincidentemente, a partir de 2015 com o começo do governo Flávio Dino, o estado passou a registrar redução nas taxas, justificada pelos investimentos na segurança pública, o aumento na efetividade dos registros policiais de crimes. Hoje, o Maranhão possui o maior efetivo policial da história, com mais de 12 mil profissionais nas ruas, e concursos para nomeação de novos policiais estão em andamento. Além disso, com mais de mil veículos entregues, nos últimos três anos, a frota de viaturas foi quase duplicada.
Segundo a secretaria de segurança pública, em 2017, foram registrados 540 homicídios no Maranhão, o número significa 370 vidas salvas com relação a 2014. Se levarmos em conta apenas janeiro de 2018, a queda é de 55% na relação com o mesmo mês de 2014. O total caiu de 87 para 39 casos.
Outro resultado importante alcançado pelo Maranhão, especificamente na capital São Luís, veio com a divulgação dos dados da Organização de sociedade civil mexicana.
De acordo a organização, São Luís deixou de figurar na lista das 50 cidades mais violentas do mundo. Os dados são referentes a 2017. A cidade, que integrava o ranking em 2016, apresentou redução de crimes no ano passado. O novo cenário coloca São Luís como o único município do Nordeste e um dos três do país a não constar na pesquisa.