terça-feira, 13 de abril de 2021

Alberto e Josenildo Recuam e Câmara tem Sessão Tranquila


 

Nada de discurso contundente e nada de dossiê de empresas e pagamentos irregulares, na sessão de hoje. O vereador Alberto Carlos/PL não apresentou documentos sobre o envolvimento de Josenildo com empresas e tratou das defesas do governo e da colocação de culpa na gestão anterior pelas falhas da atual.

Josenildo Garreto/Cidadania começou esclarecendo que, apesar de alguns terem entendido como pessoal, não fez qualquer consideração a respeito da vida particular de qualquer colega vereador e que também não generalizou quando chamou alguns parlamentares de “vereadores sacola”.

No grande expediente Josenildo cobrou presença de médicos em postos de saúde e reclamou que funcionários efetivos da educação teriam direitos negados pela administração municipal.

Apesar dos ânimos arrefecidos, os vereadores da base pediram a transcrição completa do discurso de Josenildo na ata da sessão, possivelmente para medidas jurídicas contra o parlamentar de oposição.


Governo do Estado Divulga Relação de Chapadinhenses Contemplados pelo Auxílio a Catadores


 

Temos passado tempos difíceis durante a pandemia do Coronavírus, onde muitos trabalhadores tem sofrido os impactos com o desemprego, a economia em recessão, a má gestão do Governo Federal diante da pandemia e o atraso das vacinas, que tem colaborado com o agravamento desta crise que todos nós estamos mergulhados. Diante da dificuldade dos trabalhadores mais vulneráveis, o Governo do Maranhão tem lançado um pacote de investimentos em diversas áreas para amenizar crise econômica no estado.

O Auxílio Emergencial Catador do Governo do Maranhão, é um incentivo financeiro de R$400 destinado aos catadores de materiais recicláveis e credenciados junto ao Programa ProCatador da Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária (SETRES), gerida pelo sociólogo bernadense Jowberth Alves.



Os catadores foram credenciados com o suporte da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Trabalho da Prefeitura de Chapadinha, que atendeu a parte burocrática de coleta de dados e preenchimento de formulários, como solicitado no Edital Nº 01/2021 SETRES-MA e amparados na Lei Estadual Nº 11.380.

Liderados pela presidência do Sr. Inácio Basílio do bairro Areal em Chapadinha, a Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Chapadinha, que atuam reciclando resíduos sólidos e retirando do Lixão da cidade seu próprio sustento – muita das vezes sob condições desumanas e insalubres, conta com aproximadamente 24 sócios no seu quadro social, mas foram credenciados e aprovados 18 pessoas respeitando os critérios do Edital publicado pela SETRES-MA. Na sua criação em meados de 2011, a entidade contou com a ajuda de muitos parceiros, como Banco do Brasil (funcionário Eleodoro), Banco do Nordeste, Pastoral da Família da Paróquia de Chapadinha (Zé Carlos e Deusanira dos Correios), Zezinho Lima (ex-secretário do Trabalho), Juvenal Neres (ASA Maranhão), Chico da Cohab (Cáritas Brasileira), Eduardo Braga (ex-vereador), Márcia Gomes (ex-vereadora) e Francisco Paiva (ex-secretário de Assistência Social).

O benefício de R$400 será pago a estes trabalhadores enquanto durar a pandemia, que poderão sacar R$200 reais nos correspondentes bancários responsáveis pelo pagamento e os R$200 restantes serão utilizados pelos beneficiários através do cartão de débito com compras em supermercados, trocas de gás de cozinha, material de construção, etc.



Os Investimentos da SETRES em Chapadinha

Desde que assumiu a pasta, o secretário Jowberth tem se esforçado para enfrentar as dificuldades fiscais e entregar benefícios que incentivem a geração de emprego e renda, inclusive apostando na organização de trabalhadores que antes eram informais e hoje se organizam no empreendedorismo individual, em grupos de Economia Solidária, em associações e cooperativas por todo o Maranhão.

Por aqui já foram desenvolvidos ações do Programa ProCatador, que acompanha a organização dos trabalhadores de materiais recicláveis e entregará máquinas e equipamentos para dar mais dignidade ao trabalho desenvolvido por eles; ações do programa Maranhão Mais Justo e Solidário, que acompanhou empreendimentos coletivos da economia solidária, incentivando a produção coletiva e a gestão coletiva destes grupos e serão entregues equipamentos para auxiliar a produção coletiva destes grupos, incluindo a entrega futura de painéis de energia solar para a Associação das Quebradeiras de Coco do Povoado Canto do Ferreira; durante a pandemia foram entregues mais de 60 cestas básicas aos trabalhadores acompanhados pelos programas da secretaria aqui no município e logo, logo serão entregues mais 90 cestas; apoio na realização das Feiras Municipal da Agricultura Familiar e Economia Solidária de Chapadinha; participação de grupos no Edital Compras Solidárias, do Plano Emergencial de Empregos ‘Celso Furtado’; apoio na participação dos grupos nas feiras e eventos estaduais; Programa Trabalho Jovem em apoio à contratação, capacitação, residência universitária em Ciências Agrárias e estágio de jovens de 17 a 24 anos; brevemente será entregue também 01 poço artesiano ao Povoado Piquizeiro, que enfrenta sérios problemas com a qualidade de água e fornecimento.

Texto SETRES



quinta-feira, 8 de abril de 2021

Talão Pode! Sacola Não?


 

Alberto Carlos Insinua Envolvimento de Josenildo com Empresas Laranja


 

Em resposta às declarações do vereador Josenildo Garreto/Cidadania, o líder do governo Alberto Carlos/PL, disse que colega teria agenciado interesses de algumas empresas que forneceram ou prestaram serviços a administração Magno Bacelar.

Carlos citou uma empresa por nome “Trade” dizendo que Josenildo teria pedido a prefeita Belezinha pagar débitos deixados para gestão anterior.

Alberto ficou de apresentar, na próxima sessão, uma relação de empresas ligadas a Josenildo e os valores recebidos na gestão do prefeito Magno. Josenildo tentou responder em aparte, mas Alberto Carlos não concedeu.

O assunto promete voltar com tudo na próxima sessão.

Vereadores Sacola, Belezinha Coração de Pedra e Outros Pontos da Entrevista Bomba de Josenildo


 

Na entrevista à Rádio Mirante na tarde desta, quinta-feira, 08 de abril, o vereador Josenildo Garreto/Cidadania chegou a ser mais enfático do que foi em seu discurso na câmara no dia anterior.

O parlamentar começou lembrando que não pertencia ao grupo da prefeita Belezinha e que teria sido convidado a integrar a base pelo secretário Aluísio. Mas que na primeira crítica que fez sobre o descaso com os idosos sofreu ataques do grupo que lhe queria teria feito convite.

Empregos e Contratos

Em outro momento o vereador falou que Aluísio teria proposto atendimento a algumas demandas dele o que incluiria contratos. Nas tratativas com a prefeita Belezinha ela teria dito só poder atende-lo com três vagas, no que ele teria dito ser insuficiente. Ainda na entrevista o parlamentar disse que preferia ficar fora do governo porque nestes termos seu eleitor entenderia sua permanência no governo como troca por favores individuais ao próprio vereador.

Ainda sobre o tema contrato Josenildo disse que os parlamentares como Alberto Carlos/PL, Nildinha/Avante e Itamar Macedo/PL teriam pedido entre 400 a 500 contratos casa um deles e que a própria prefeita teria mostrado uma agenda com lista de mais de 1.200 pessoas já contratadas por questões e indicações políticas.

Aluísio quer Ajeitar

Para Josenildo o secretário de articulação Aluísio Santos tem vontade de ajeitar e agregar, mas Belezinha não deixava e tolhia as iniciativas do secretário, o que seria um indicio de boicote às pretensões de Aluísio na eleição de 2022.

Josenildo continuou a chamar Belezinha de perseguidora, egoísta e centralizadora. Chegando a citar nomes, Garreto fez referência a montagem de grupo ligados a prefeitura para lhe atacar em redes sociais, mas ressaltou que não se intimidará de forma alguma.

Vereador Sacola

Perguntado sobre o termo “Vereador Sacola” Josenildo disse não ter se dirigido especificamente a nenhum colega, mas diante do desrespeito os vereadores que continuarem servindo cegamente ao governo serão conhecidos como vereadores sacolas, assim como no passado os vereadores governistas levaram fama de vereador Talão.

Curriculum Comentado

Em outro momento pitoresco o vereador Josenildo disse que quando recebeu de volta currículos com anotações do tipo “este aqui é 23”, “este aqui falou mal de mim em 2016” e outros comentários.

Coleira Digital

Se referindo ao vereador Alberto Carlos, líder do governo, Josenildo disse que o parlamentar era monitorado pela prefeita durantes as sessões e que a prefeita faria “sugestões” para resposta o que taxou de coleira digital no parlamentar que antes fazia oposição e se dizia independente.

Vereador Independente

Ao final o vereador Josenildo declarou que não será oposição nem situação, mas que vai questionar, cobrar transparência, benefícios para a população e jamais retornará a base aliada de Belezinha.


Marcelo Marinheiro Assume Superintendência de Articulação Política do Baixo Paranaíba


 

Numa demonstração de prestígio do grupo político liderado por Higor Almeida e do deputado Rafael Leitoa, o ex-vereador Marcelo Aguiar assumiu a Superintendência Regional de Articulação Política.

A solenidade foi restrita por conta da pandemia, mas contou a presença do novo superintendeste e com as participações do secretário Rubens Júnior, do deputado estadual Rafael Leitoa/PSB, de Plynio Pontes, presidente municipal do Partido Socialista Brasileiro.

Ouvido pelo blog, o superintendente Marcelo Marinheiro destacou que a regional de Chapadinha agrega oito cidades e comentou as ações iniciais de seu comando na pasta. “Sabemos que estamos num momento muito difícil com o enfrentamento da pandemia em que as soluções dependem de articulação e entrosamento entre o estado e os municípios. Neste primeiro momento, por recomendação do governador Flávio Dino, vou ouvir os prefeitos, vereadores e lideranças políticas e sociais da região para traçar planos para melhorar o relacionamento e intensificar a união de todos”, ressaltou Marinheiro.  


terça-feira, 6 de abril de 2021

Josenildo Deixa Base Governista Batendo Pesado em Belezinha


 

No mais contundente discurso da câmara até aqui, o vereador Josenildo Garreto, durante a sessão de hoje, anunciou sua saída da base governista batendo pesado na prefeita Belezinha.

Termos como perseguidora, coração de pedra e outros adjetivos, o parlamentar disse ter deixado a base aliada ao governo pela reação a críticas construtivas que teria feito e pela falta de compromisso da prefeita Belezinha, que estaria tratando de forma desrespeitosa até os vereadores do bloco governista.

A íntegra do discurso de Josenildo você acompanha no Canal Contraponto e aqui neste blog. Aguarde.