segurança

segurança

quarta-feira, 17 de maio de 2017

O Banner do Amor e da Saia Justa


Muito barulho por quase nada no resumo da repercussão sobre o banner em suposta homenagem de Danúbia às mães de Chapadinha com erros de português, episódio que ilustra bem a carência de debates importantes na mídia e na política locais.

Vai às raias do pastelão que a oposição e corretores ortográficos seletivos de plantão usem o fato contra a primeira-dama que não escreveu o texto, não desenhou a peça publicitária e sequer encomendou a homenagem improvisada, que também foi feita sem conhecimento e aprovação do secretário de comunicação Eduardo Braga.

Os tropeços são tão primários que o melhor que se faz é levar no bom humor, imaginando o esforço de quem fez o desenho cheio de flores para agradar a “branca” e a coloca nessa saia justa que mostra que a pressa em adular costuma ser mil vezes mais perigosa que desconhecer o português.

Contra uma palavra escrita errada (que ninguém se esquiva) tem as ferramentas do Word e do Chrome, destas escapando tem a releitura e a revisão como mandamentos de quem lida com comunicação. Mas, contra a bajulação incentivada não há defesa, ela já ensejou atos violentos, quebrou sigilo, derrubou ministros e segue colocando na corda bamba a chefia que disso cuida e disso gosta.

Nenhum comentário: