quarta-feira, 15 de abril de 2009

Saúde Responsabilidade de Todos

Não é de hoje o descontentamento da população que precisa de serviços médicos em Chapadinha. Continuar negando as dificuldades pelas quais passamos na área da saúde tem o mesmo efeito de tapar o sol com a peneira ou enxugar gelo.

Reafirmando aqui minha condição de eleitor da prefeita Danúbia, seu companheiro político e amigo que muito torce por seu sucesso, não posso deixar de manifestar minha preocupação com a continuidade desses problemas.

Como o assunto é excessivamente complexo, considero fundamental um profundo debate sobre o tema. Um diálogo que envolva profissionais da área, entidades de classe, vereadores, usuários da saúde, conselho municipal e todos que desejarem um serviço mais digno para a população. A frente dessa iniciativa deve vir a prefeita municipal no seu papel de liderar e assumir responsabilidades.

Move-me neste momento duas razões: primeiro, a garantia básica de atendimento de saúde, como obrigação legal dos administradores e meta de segurança e qualidade de vida a que a cidadania (independente de posição política) tem dever de lutar e colaborar; depois na condição de partidário que abomina submissão e destoa das relações de vassalagem com o poder, preocupa-me que desses percalços possam restar frustradas nossas esperanças de dia melhores e natimorta a promissora carreira política que deveria começar com toda força pra continuar.

4 comentários:

Ivandro Coêlho disse...

Bom texto...posso divulgar no meu blog? Aguardo resposta. Até que enfim uma visão equilibrada, ao contrário de algumas figuras do governo, que não admitem a crítica!

Um abraço!

Alexandre Pinheiro disse...

Obrigado Ivandro. Pode publicar sim.

Cleuma disse...

Uma sugestão para a gestora do município Danúbia Carneiro: é só aplicar o dinheiro que vem pra saúde na saúde.
Quando acessei o site do FNS (www.fns.saude.gov.br/Consultafundoafundo)fiquei besta e indignada,como pode? mesmo com a enorme soma de dinheiro repassado ao nosso município de janeiro até março,no HAPA NÃO TEM nem mesmo protetor de colchão, digo pq minha mãe precisou ser internada, e vi com meus olhos a situação da saúde pública municipal.

Aline karin disse...

isso é verdade! mas sera onde eles colocam o dinheiro da saude?? è por que nem água tem no hospital...
imagina o resto!