segurança

segurança

terça-feira, 4 de novembro de 2014

Fantástico: Belezinha Pode Esperar a Tua Hora Vai Chegar!


Em resumo a denúncia do Fantástico sobre a situação do município de Anajatuba, que escandalizou muita gente, diz que a prefeitura daquele município contratou empresas laranjas para alugar carros, coleta de lixo e colocou cerca de 500 alunos fictícios para aumentar as verbas do FUNDEB.

O programa Fantástico denunciou a prefeitura de Anajatuba no quadro “Cadê o dinheiro que estava aqui?”, lançado neste domingo. Segundo a reportagem, a gestão municipal cometeu uma fraude que pode ter desfalcado o município em 9 milhões de reais.

O ilícito ocorria em contratos que a prefeitura mantinha com quatro empresas que foram contratadas para coletar lixo e alugar carros, máquinas e equipamentos. Segundo a reportagem, as firmas tiravam notas frias e não entregavam o serviço contratado. O dinheiro era desviado. As empresas mantinham sedes de fachada.

Anajatuba Fichinha 
Tirando as matrículas forjadas, nada daquilo é novidade por aqui. O que vem se comprovando em Chapadinha transforma os acusados de Anajatuba em delinquentes infantis ou quase inofensivos.

Se tem uma empresa de fachada prestando serviço na coleta de lixo lá, aqui a empresa do lixo primeiro recebeu de presente um caminhão compactador comprado pela empresa Júnior Construções (de propriedade de Belezinha), era um armarinho antes de mudar a atividade para coleta de resíduos sólidos e pertence a um ex-vereador aliado da prefeita que na última eleição municipal declarou não possuir bens.



A Abi Naabe (empresa do lixo) que atuou em 2013, chegou a perder a licitação em 2014, mas com o descredenciamento da vencedora a empresa do ex-vereador Sandro continua explorando o lixo e utilizando o caminhão comprado pela prefeita e a suspeita é de que ele seja apenas um testa-de-ferro de Belezinha. (para lembrar detalhes clique nas matérias abaixo).

Improbidade: Caminhão do Lixo Comprado por Firma de Belezinha





O contrato com a empresa de locação de veículos em Chapadinha é ainda mais pitoresco e escandaloso que o do caminhão do lixo. A locadora municipal Queops era empresa de representação comercial, passou a alugar carros de seu escritório eternamente vazio em 2013, os donos oficiais moravam em endereço inexistente (em Luís Correia – PI), mas foram localizados recebendo o Bolsa Família em Tutóia, onde o “empresário” é funcionário público.

Depois da repercussão, desmoralizada, a prefeita disse ter cancelado o contrato e colocou outra empresa para alugar carros ao município. Mas escolheu uma conhecida malharia (a Olho Vivo) para simular o aluguel dos mesmos carros que a Queops também não tinha.


Medo Só do Fantástico
A Câmara Municipal e vereadores fizeram várias denúncias no Ministério Público e entraram com processos diretamente no Fórum da Comarca de Chapadinha, que em maioria continuam tramitando e sobre nenhum se sabe resposta ou andamento. Talvez seja por isso que os corruptos do Maranhão temam o Fantástico acima de qualquer coisa. 

Nenhum comentário: