segurança

segurança

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015

EM ALERTA GERAL! Itamacaoca seca, obras orçadas em mais de 23 milhões estão todas paralisadas

Em alerta! A reserva da Itamacaoca está operando quase sem água, seca total, e obras orçadas em mais de R$ 23 milhões que visavam ampliar o abastecimento, estão todas paralisadas.

Por: Alexandre Cunha
O problema do abastecimento de água em Chapadinha parece mesmo estar longe de chegar ao fim.  Procurado por funcionários da empresa Paraíba engenharia, responsável pela construção de ampliação da Itamacaoca, o Blog do Alexandre Cunha foi informado que as obras na barragem estão paralisadas, desde o último dia sete de Janeiro, funcionários sem receber seus vencimentos e equipamentos usados no trabalho já foram retirados do canteiro de obras, dando o entender que a obra não irá continuar.
Construção inacabada no patio da represa 
DEMISSÃO: Cerca de 50 trabalhadores já foram demitidos, a obra que custará mais de R$ 23 milhões aos cofres públicos, ainda não está nem 50% concluída. Recursos do governo Federal, sobre o programa PAC.
O projeto que foi aprovado pela Caixa Econômica Federal e prevê, entre outras medidas, o aumento (ou elevação) da represa Itamacaoca, a construção de uma nova estação de tratamento na área da barragem e a ampliação da rede de distribuição para bairros como Vila Isamara, Cohab, Recanto dos Pássaros, Mutirão e Boa Vista. Com cavação de quatro poços de grande profundidade.  

O blog do A. Cunha foi conferir como esta os andamentos das obras dos poços, o que iria aumentar e equilibrar a distribuição de água, atendendo aos bairros que ainda não foram contemplados pelo sistema de abastecimento, para a surpresa encontrou todos os que já iniciaram em total abandono, veja nas fotos abaixo a discrição de cada imagem:
Bairro Recanto dos Pássaros: Obras inacabadas, estruturas de concretos e cimentos não finalizadas. Poço foi cavado, chegou até jorrar água, mas só ficou por isso mesmo; diz um morador.   

Boa Vista: Apenas uma estrutura de cimento foi erguida, o poço nem chegou a ser cavado; afirma moradores próximo ao local, que já estão desesperançados com o projeto. Realidade mostrada na fotos abaixo:
Já nos bairros Vila Isamara e Cohab, nem se quer começaram as obras. O Prazo da de execução da obra seria de 450 dias, início em primeiro de outubro de 2013 e término em 25 de dezembro de 2014. Prazo Já esgotado.  
Esses bairros são abastecidos apenas por poços e chafarizes operados pela prefeitura municipal. A água dessas fontes é jogada diretamente na rede e distribuída para a população sem nenhum tratamento ou controle.
Estivemos também na barragem, podemos observar maquinários parados e obras paralisadas. 
Fica uma alerta: Aos Vereadores, Ministério Público, prefeitura, deputados eleitos por Chapadinha, será  que estas obras irão entrar pelo ralo, comerem o dinheiro e deixar o povo na necessidade? 
Veja mais mais algumas imagens abaixo: 















Procuramos a alguém responsável pela empresa Paraíba engenharia para falar sobre o assunto, mas fomos informados de que os representantes não se encontravam na cidade. Deixamos aqui o espaço aberto para quem quiser se pronunciar sobre o assunto. Telefone: 98 99113 6262. Email alexandre-mirante@hotmail.com 

Nenhum comentário: